BR235/BA

Terça, 23 Maio 2017 17:27

Escolas do sertão baiano participam de atividade em celebração ao Maio Amarelo

Avalie este item
(0 votos)
Escolas do sertão baiano participam de atividade em celebração ao Maio Amarelo Gestão Ambiental da BR-235/BA

As palestras foram realizadas em instituições de ensino dos municípios de Jeremoabo e Pedro Alexandre.

 

 

Alunos, professores e funcionários de escolas municipais de Jeremoabo e Pedro Alexandre participaram das palestras oferecidas pela Gestão Ambiental da BR-235/BA em celebração ao Movimento Maio Amarelo. O objetivo da campanha é de conscientizar sobre o número elevado de mortos e feridos graves em acidentes de trânsito com a promoção de agendas educativas, em busca da prevenção dos acidentes e redução de vítimas.


Na última terça-feira (16), a equipe da Universidade Federal de Viçosa (UFV) reuniu cerca de 110 pessoas no pátio da Escola Municipal Antenor Amaro Neto, que fica no povoado Lagoa do Mato, em Jeremoabo. Além do tema segurança no trânsito, a palestra abordou sobre a sustentabilidade, apresentando os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), adotados em 2015 por membros da Organização das Nações Unidas (ONU).


Na quarta-feira (17), foi a vez de cerca de 90 alunos e professores participarem, na Escola Municipal Heráclito de Carvalho, no povoado de Malhada Nova, em Pedro Alexandre. A palestra alertou para a importância de um trânsito seguro, além de abordar o tema água. A programação da BR-235/BA em adesão ao Movimento Maio Amarelo continua até o fim do mês, com atividades voltadas para operários, comunidade e usuários da rodovia.

 

O Movimento Maio Amarelo foi criado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária na esteira da determinação da Assembleia-Geral da ONU que editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. A intenção é colocar em debate o tema, estimulando o cidadão a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada um, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

Lido 283 vezes