BR235/BA

Quinta, 20 Setembro 2018 18:03

Equipe realiza levantamento da Flora da Caatinga em Jeremoabo/BA

Avalie este item
(0 votos)

A atividade é feita pela Gestão Ambiental da BR-235/BA

 


Um levantamento das espécies vegetais de Caatinga ocorrentes nas áreas sem pavimentação do Lote 2 da BR-235/BA é uma das atividades desenvolvidas pela Gestão Ambiental da rodovia, executada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). O trecho vai do entroncamento da BR-235/BA com a BR-110/BA, em Jeremoabo/BA, até o Distrito de Canché/BA. O objetivo é guardar os dados levantados para, possivelmente, utilizá-los nas ações de recuperação das áreas degradadas pelo empreendimento.


Ao todo são cinco trechos não pavimentados, equivalente a cerca de 12 Km que já tiveram ou nã

o alguma intervenção por parte da Top Engenharia, construtora responsável pela obra no referido Lote. A vegetação nas áreas apresenta porte variado, de subarbustivo a arbóreo, com presença de espécies nativas e exóticas, como a algaroba [Prosopis juliflora (Sw.) DC.].


Dentre as espécies nativas já encontradas estão mandacaru (Cereus jamacaru DC.), xique-xique [Pilosocereus gounellei (Weber ex Schum) Byles & Rowley], caraibeira [Tabebuia aurea (Silva Manso) Benth. & Hook.f. ex S.Moore], angico-de-caroço [Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan] e catingueira [Poincianella pyramidalis (Tul.) L.P.Queiroz].


“É dada uma atenção especial ao conhecimento das espécies nativas que ocorrem naturalmente na região de Caatinga da BR-235/BA, pois o mesmo poderá fornecer subsídio aos planos de recuperação das áreas de influência do empreendimento que foram degradadas ou impactadas com a sua implantação”, explica Jéssica Vieira, bióloga do Subprograma de Supressão de Vegetação, que também executa a coleta de frutos de árvores nativas para a produção de mudas e posterior distribuição em áreas de intervenção do empreendimento ou doação.


O Lote 2 da BR-235/BA tem cerca de 65,60 quilômetros já asfaltados dos 77,60 km de extensão. Da cidade de Jeremoabo até o povoado de Brejo Grande, por exemplo, são 28,5 quilômetros de pista asfaltada. Os motoristas devem ficar atentos ao transitar nos trechos não pavimentados e com o fluxo de pedestres e animais próximos aos povoados.


A obra de Implantação e Pavimentação da BR-235/BA tem o acompanhamento da equipe da UFV, abrangendo a Supervisão e Gerenciamento Ambiental e a Execução de Programas Ambientais – conforme o Termo de Cooperação, firmado com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Lido 81 vezes